Carnaval de Recife e Pernambuco perdendo originalidade ?

Dois atributos do Carnaval de Recife e Pernambuco sempre foram motivo de orgulho: primeiro, que ele é democrático, gratuito para todo mundo (e isso continua assim); segundo, que ele era enraizado nas tradições locais, valorizando artistas da terra (o que acabava estimulando o surgimento de novos artistas, que sabia que poderiam ocupar os palcos de carnavais vindouros).

Isso estaria mudando? Algumas pessoas acham que sim.

Esse jornalista afirma que o Carnaval Multicultural é conversa para boi dormir.

Essa embromação chamada de “Carnaval Multicultural”, criada pela prefeitura do Recife, desde a gestão capitaneada pelo ex-prefeito João Paulo, e seguida pela gestão do prefeito João da Costa, não passa de um cínico artifício para “escantear” os artistas pernambucanos, dando oportunidade para que artistas de outras regiões, que nessa época ficam sem mercado de trabalho em seus estados de origem, possam ser contratados.

Enquanto isso a pergunta que não quer calar é: cadê Claudionor Germano, Getúlio Cavalcanti, Coral do Bloco da Saudade e os maestros Spok e Frevo, entre outros baluartes dos tradicionais ritmos da folia pernambucana? Foto: web. Júlio Ferreira. Recife/Pe.?

O carnaval de Olinda está sendo invadido pelo pagode e axé.

Garota Safada, Aviões do Forró, Bois Garantido e Caprichoso, Pixote, Molejo, Chicabana, animam o bloco, em onze trios elétricos, além das participações de Elba Ramalho e Neguinho da Beija Flor.

Mas isso tudo é apoiado pelo Governo, certo? Então é coisa boa, certo?

Esse outro jornalista informa que há muita coisa errada na Secretaria de Turismo de Recife e Pernambuco. Uso político da Secretaria, verba pública para interesses privados, e contratação de eventos (com participação de grupos de fora de Pernambuco) para maquiar a contabilidade.

Ninguém parece muito preocupado, ainda. O turismo está batendo recordes, os hoteis estão lotados, o carnaval ainda é gratuito. Mas, até vinte anos atrás, não havia abadás em Salvador (e hoje custa muito caro ter um). Que Recife e Olinda não chegue a esse ponto.


2 Comentários on “Carnaval de Recife e Pernambuco perdendo originalidade ?”

  1. […] No Chevrolet Hall, ocorre um evento privado (ingresso na casa dos R$ 65) chamado São João da Capitá, com a presença dos grupos de axé da Bahia. […]

  2. joana disse:

    voês nao responderam a minha pergunta (O CARNAVAL A 20 ANOS A TRAS) mais tudo bem ne!
    mais se conseguirem mande qe e para o meu trabalho da faculdade


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s